Carregando
Biografia em resumo

Maria Manuel Mota Licenciou-se em Biologia e obteve o grau de Mestre em Imunologia pela Universidade do Porto. Em 1998 obteve o grau de doutor em Parasitologia Molecular pela University College London.

Desenvolveu investigação enquanto pós-doutoranda no Laboratório do Prof. Vitor Nussenzweig da New York University Medical School e lecionou na mesma escola médica. Volta a Portugal em 2002, onde lidera o grupo de investigação do Laboratório de Biologia Celular da Malária no IGC, tendo-se tornado em 2005 líder da Unidade de Malária no iMM, além de lecionar na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. É atualmente a Diretora Executiva do iMM, bem como Professora Convidada na Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard.

O seu interesse como investigadora independente dirigiu-se para o estudo de ambas as fases da infeção (hepática, sanguínea) por Plasmodium, o parasita causador da malária, no hospedeiro humano. Maria Mota ganhou o EMBO Young Investigator Award em 2003, o European Young Investigator Award da European Science Foundation em 2004, e foi investigadora internacional do Howard Hughes Medical Institute (EUA) entre 2005 e 2010. Em Maio de 2016 foi eleita para integrar a Organização Europeia de Biologia Molecular (European Molecular Biology Organization – EMBO). Em 2017 foi laureada com o prémio Pfizer e em 2018 com o prémio Sanofi – Institut Pasteur.

Em Portugal, recebeu o Prémio Dona Antónia-Consagração de Carreira 2019, o Prémio Pessoa em 2013, e foi condecorada pelo Presidente da República com a Ordem do Infante D. Henrique em 2005. Maria Mota é ainda fundadora da Associação Viver a Ciência, uma organização sem fins lucrativos que pretende promover a Ciência de qualidade feita em Portugal.

E mais ainda
Estamos sempre ligados

Liga-te a nós

Seguir

Email

Entrar em contacto: info@fica.pt

Localização

Palácio e Jardins do Marquês de Pombal, Oeiras, Portugal
Ver Mapa